Conheça os diferentes tipos de ELISA

Atualizado: 19 de nov. de 2020

- ELISA Direto

Quando o antígeno/alvo está ligado na placa, e um anticorpo (AC) primário já conjugado com um emissor de cor ou fluorescência é colocado diretamente sobre o alvo. A sensibilidade deste tipo de ELISA é a mais baixa e quase não é usado.

- ELISA Indireto

Semelhante ao direto, mas se utiliza um AC secundário marcado. Apresenta maior especificidade no teste, por usar o AC secundário.

- ELISA Sanduíche

Este provavelmente é o ELISA mais comum, e parte do princípio de ter o anticorpo de captura específico para o alvo já adsorvido em uma placa (ou deixado para se ligar à placa overnight, o que chamam de sensibilizar a placa), e a amostra é adicionada na placa, incubada, e os analitos-alvo se ligam ao seu AC de captura, e ficam aderidos à placa. Então um outro AC específico para o alvo é adicionado, e um AC secundário marcado, que tem como alvo o AC colocado anteriormente é adicionado. Possui grande sensibilidade e poder de amplificação do sinal.

- ELISA de Competição

Utiliza um antígeno marcado para competir com o alvo. O antígeno marcado se liga menos quando houver mais antígeno não-marcado (da amostra) e assim, a cor fica mais fraca quando houver muito do alvo na amostra. É utilizado principalmente quando o alvo possui poucos epítopos de ligação ou é muito pequeno.

25.264 visualizações